18
Jul 07

A base de qualquer religião é a fé, sem ela é como se o Homem estivesse a dirigir um carro sem volante, andando cegamente sem  qualquer objectivo, sobre um mar de dúvidas e confusões, sem compreender-se a sim e aos outros. Vivendo na ignorância.  Muitos cientistas confimaram de facto que  a fé e a crença são indicadores  de felicidade (apesar de não terem dito que era a causa)

Começámos num aspecto geral de fé. Mas o que será a fé no islão?


Ter fé no Islam é acreditar com convicção na unicidade de Deus, após acreditar na sua existência, Tauhid: 

"La Ilaha Illal-Lahu Muhammad-ur-Rassulullah, Salalaho Aleihe wa Salam"

"

"Não há divindade alguma além de Allah e  Muhammad S.A.W.é o seu Mensageiro (último)."

Qualquer muçulmano recita "isto" pelo meno uma vez por dia sob a forma de tasbih. Mas não basta recitar... é preciso acreditar.


 A aceitação ou a recusa desta expressão produz um mundo de diferença entre um homem e o outro:


  • O crente encontra o caminho recto, descobre a verdade, o sossego íntimo e analisa tudo à luz da realidade Divina.


  • O incrédulo vagueia consecutivamente de uma ilusão para outra e afoga-se nas trevas. 
    (isto na prespectiva de acreditação nos factos mencionados, pois o descrente inverteria o que acabá-mos de analisar, ou seja, segundo o alcorão)


    Para o crente está reservado o sucesso neste e no outro Mundo e para o descrente a condenação; porém, a força real deste Kalimah está na sua aceitação consciente e completa aplicação na vida prática. Enquanto não se souber o verdadeiro significado da Kalimah e sua essência não for alcançada, não se pode chegar à importância real e efectiva desta doutrina.


Portanto, como afirmei, não basta repetir vezes sem conta o kalimah, mas aplicá-lo na sua vida prática.

 

    Por exemplo, se um esfomeado ficar a repetir a palavra comida..., não lhe encherá o estômago e nem o doente poderá adquirir a saúde só por ficar a repetir a palavra remédio...Percebido?


Terá que fazer algo na prática, da mesma forma a Kalimah não pode criar nenhuma mudança na vida de alguém se apenas for meramente repetido sem convicção e sem ser percebido o seu significado e sem ser praticado na letra e no espírito.  


Desde os tempos antigos e desde que é conhecida a história do homem nota-se que em todas as eras o Homem tem reconhecido uma deidade ou deidades e adorou-as; mesmo agora, cada nação sobre a terra desde a mais primitiva a mais civilizada acredita nisso e adora uma deidade.


Isso demonstra que a ideia de haver uma deidade e de adorá-la está no instinto humano, há algo dentro do espírito humano que lhe força a proceder assim.


Aceitar a unicidade de Deus é chamada <<Fé>> no Islam; a Fé no Islam é a base moral para todas as acções e não é uma simples afirmação dogmática.


O bem-estar do homem depende da fé acompanhada de boas acções. 


Assim, a fé é a crença firme, resultante do conhecimento e convicção inabalável da unicidade de Deus e Seus Atributos, quem assim acredita é chamado de Mumin.

 

Esta fé guia o homem (é o volante) invariavelmente à vida de obediência e submissão voluntária perante as ordens de Deus. E quem vive a vida de submissão é conhecido por Muslim ''muçulmano''.

Salams, IslamNET

discuta este tópico aqui:
http://merajnet.16.forumer.com/viewtopic.php?t=1220&start=0&postdays=0&postorder=asc&highlight=


CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

17
21

25
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO