19
Fev 08

Salams, já antes nos tinhamos debruçado sobre as qualidades deste gestor que é muçulmano. Fizémos isso neste artigo. Hoje ele é nomeado para a presidência do Banco Português de negócios (BPN) e da Sociedade Lusa de Negócios.

 

Fica a notícia do DE:

 

"Abdool Karim Vakil, que já exercia funções de administrador no seio do grupo, foi designado, por unanimidade dos membros do Conselho Superior, para assumir o cargo de presidente da Sociedade Lusa de Negócios (SLN) e do Banco Português de Negócios (BPN).

Susana Teodoro

Em comunicado a SLN informou relativamente à realização de uma reunião extraordinária do seu Conselho Superior, sendo aceite o pedido de demissão Oliveira Costa de todos os cargos e funções.

O mesmo documento refere que Franquelim Alves, Francisco Sanches e Joaquim Nunes, ficaram responsáveis pela coordenação das áreas não financeira, financeira e internacional não financeira, respectivamente.

"Numa Instituição financeira com as responsabilidades que o Banco BPN hoje tem perante a sociedade não pode haver hiatos temporais, pelo que a escolha célere, mas serena, anteriormente anunciada pelo Conselho Superior, recaiu hoje sobre uma pessoa com experiência e credibilidade como é o Senhor Dr. Abdool Vakil", disse Rui Machete, Presidente do Conselho Superior."

Fonte

 

 


O líder da comunidade muçulmana de Lisboa, sheikh David Munir, criticou este sábado, na Maia, a confusão crescente do Islão com o terrorismo, desde os atentados de 11 de Setembro de 2001, em Nova Iorque, escreve a Lusa.

 

«É uma situação insustentável porque, desde então, os muçulmanos entram em paranóia cada vez que rebenta uma bomba no mundo, porque todos pensam que foram eles, mesmo que isso não seja verdade», afirmou.

 

O sheikh acrscentou que esta mudança de atitude face aos muçulmanos repete-se e muitas outras situações do quotidiano.

 

«Antigamente, se uma mulher muçulmana tapava o cabelo, era olhada com curiosidade, hoje em dia isso é encarado quase como uma provocação. Já as freiras católicas podem tapar o cabelo à vontade, sem despertar qualquer reacção», exemplificou David Munir.

 

O líder religioso falava durante uma conferência/debate promovida pelo Instituto Superior da Maia sob o tema «As religiões e a construção do futuro», em que participaram também o bispo do Porto, D. Manuel Clemente, e Nuno Whanon Martins, especialista da religião judaica.

O sheikh Munir aproveitou a ocasião para procurar desfazer uma série de equívocos muito comuns que, no seu entender, distorcem a imagem do Islão.

 

«Casamentos arranjados são tradição»

«Por exemplo, os casamentos arranjados não são Islão, são tradição, se existem é porque fazem parte das culturas locais», afirmou, acrescentando que o Corão garante às mulheres a possibilidade de escolherem os seus maridos e vice-versa.

 

Sublinhou ainda que os casamentos arranjados são prática em muitas culturas e religiões e até ao século XIX e meados do século XX eram correntes na Europa.

 

«O mesmo acontece com o dote que as famílias das noivas dão aos noivos,o que acontece também em muitas outras religiões, incluindo a cristãs. Isso não faz parte do Islão, não há nada no Corão que o legitime. Dote não é Islão, é tradição», afirmou.

 

David Munir admitiu, porém, que o Islão não separa o poder político do religioso.

 

«No Islão há só um poder e uma lei, a Sharia (conjunto de leis religiosas islâmicas), mas não conheço nenhum país islâmico no mundo que a aplique a cem por cento», defendeu.

 

 

E as mulheres?

Relativamente à posição das mulheres na sociedade islâmica, o sheikh frisou que há muitas proibições em países islâmicos que nada têm a ver com a Sharia, mas sim com costumes locais.

 

«São exemplos disso, a proibição de conduzir na Arábia Saudita, que não existe em mais país islâmico nenhum, e o acesso a lugares de direcção política, que também não é vedado às mulheres, como se viu no Paquistão, com a senhora Benazir Bhutto, que foi primeira-ministra por duas vezes, num país islâmico».

 

Criticou também a ideia vigente de que o Islão é contrário ao trabalho das mulheres.

«Vejam o meu caso pessoal, a minha mulher é médica, trabalha e até ganha muito mais do que eu. É claro que isso não vai contra o Islão», garantiu.

 

Quanto ao acesso à religião islâmica, o sheikh garantiu que «qualquer um que o deseje pode entrar na religião islâmica e é bem-vindo».

 

Já para um muçulmano, convertido ou de origem, sair da religião as coisas são um pouco mais complicadas.

 

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=913641&div_id=291

 

Acho que deve ter sido um debate bastante interessante que pelo visto focou o ponto-chave essencial e que todos devemos ter em consciência, quer sejamos muçulmanos ou não, que é a diferença entre tradição e Islão em si mesmo, com as definições da Shariah.

 

É essencial termos essa percepção, de que por exemplo o dote existe em várias culturas, e não em várias religiões, o dote era e é ainda praticado pelas comunidades indianas, paquistanesas, etc. mas aqui no ocidente também se praticava este tipo de dotes. É a tradição e é difícil fazer com que uma tradição termine.

 

Salams, islamnet.eu

 

Salams


16
Fev 08
Pelo menos 37 pessoas foram mortas hoje no Paquistão num atentado suicida, o mais mortífero deste ano naquele país, contra um comício do partido da antiga primeira-ministra assassinada Benazir Bhutto.

O atentado ocorreu a dois dias das eleições legislativas.


O atentado ocorreu em Parachinar, a mais importante localidade da zona tribal de Kurram, no noroeste do Paquistão.


No Paquistão termina hoje a campanha para as eleições legislativas e provinciais de segunda-feira, sob a ameaça de novos atentados islamistas e sob o olhar preocupado dos Estados Unidos, que temem uma onda de violência caso se registem fraudes.


Mais de 80 milhões de paquistaneses são chamados a participar num escrutínio crucial para a única potência nuclear do mundo muçulmano, a braços com uma profunda crise política e uma vaga sem precedentes de atentados alegadamente perpetrados por islamistas ligados aos talibãs e à Al Qaeda.


«Um bombista suicida atacou uma reunião do Partido do Povo Paquistanês (PPP) no exterior das suas instalações em Parachinar», afirmou um responsável das forças de segurança.


Uma testemunha afirmou ter visto um homem ao volante de um automóvel antes da explosão, mas fontes oficiais não confirmam que tenha sido ele o autor do atentado.

Benazir Bhutto, que liderava o PPP, foi assassinada a 27 de Dezembro de 2007.


Diário Digital/Lusa

16-02-2008 16:26:00

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=10&id_news=319021

É com pena que um muçulmano e mesmo qualquer pessoa vê este tipo de coisas a acontecerem. Pena por não perceberem, pena por não entenderem que não é com atentados que se atingem objectivos, não é matando inocentes, matando crianças!!!
Eu pergunto-lhes : Para que serve a democracia?

Que Allah nos proteja do mal, e que Allah os faça entender o certo, o correcto e que os encaminhe pela senda recta.

Amin.
Salams



Salams. Seguimos agora com a segunda parte. A primeira pode ser consultada aqui.

Crer nos Profetas de Deus é um dos pilares da crença islâmica e consiste em acreditar em todos os Profetas enviados por Deus, sem fazer qualquer discriminação entre eles, no que toca à sua aceitação. Diz Allah no Alcorão Sagrado:


"O Mensageiro crê no que foi revelado por seu Senhor e todos os fiéis crêem em Deus, nos Seus anjos, nos Seus Livros e nos Seus mensageiros. Nós não fazemos distinção entre os Seus mensageiros. Disseram: escutamos e obedecemos..." (Alcorão Sagrado 2:285)


 


"Aqueles que não crêem em Deus e nos Seus mensageiros, pretendendo cortar vínculos entre Deus e os Seus mensageiros, e dizem: Cremos em alguns e negamos outros, procurando com isso encontrar uma saída, são os verdadeiros incrédulos; porém, preparamos para eles um castigo terrível. Quanto àqueles que crêem em Deus e nos Seus mensageiros, e não fazem distinção entre nenhum deles, Deus conceder-lhes-á as suas devidas recompensas, porque Deus é indulgente e Misericordioso." (Alcorão Sagrado 4:150-152)


Porque é que Deus nos enviou mensagens?

  • Para que O possamos conhecer.
  • Para que, no dia do Juízo Final, não haja desculpas, ou seja, que o homem venha a dizer que não sabia, que não conhecia.

"Foram mensageiros alvissareiros e admoestadores, para que os humanos não tivessem argumento algum ante Deus, depois do envio deles, pois Deus é Poderoso e Prudente." (Alcorão Sagrado 4:165)


Deus enviou, em toda a história, Mensageiros e Profetas para orientarem a humanidade quanto à adoração de um Deus único. Foram mais de 120 000 mensageiros.


"Jamais enviamos mensageiro algum antes de ti, sem que lhe tivéssemos revelado que: Não há outra divindade além de Mim. Adora-me, e serve-Me!'' (Alcorão Sagrado 16:36)


"Em verdade, enviamos para cada povo um mensageiro (com a ordem): Adorai a Deus e afastai-vos do sedutor..." (Alcorão Sagrado 2l:25)


E estabeleceu a justiça e a misericórdia, quando disse-nos que nenhuma nação seria responsabilizada, a não ser depois do envio de Mensageiros, orientadores e admoestadores, como podemos ver através do seguinte versículo do Alcorão Sagrado:


"... Jamais castigamos (um povo), sem antes termos enviado um mensageiro." (Alcorão Sagrado 17:15)


E todos os Profetas e Mensageiros vieram pregando a mesma religião, o Islão, diz Deus no Alcorão Sagrado:


"Prescreveu-vos a mesma religião que havia instituído para Noé, a qual te revelamos, a qual havíamos recomendado a Abraão, a Moisés e a Jesus, (dizendo-lhes): Observai a religião e não discrepeis acerca disso..." (Alcorão Sagrado 42:13)


"Para Allah a religião é o Islão..." (Alcorão Sagrado 3:19)


 




13
Fev 08
Salams. Vamos começar um tema sobre estes 3 profetas, espero que seja do vosso agrado

O Islão, na sua condição de última e universal religião Divina, ordena aos seus seguidores crer em todos os Profetas. Portanto ser muçulmano também significa, por sua vez, ser um discípulo de Jesus, Moisés e todos os demais Profetas. 


Segundo o Sagrado Alcorão:

O Mensageiro crê no que lhe foi revelado pelo seu Senhor e os crentes também. Todos eles crêem em Deus e nos Seus anjos, nas suas escrituras e nos seus Mensageiros: “Não fazemos distinção alguma entre nenhum dos Seus Mensageiros” e afirmam: “Ouvimos e obedecemos. Concede-nos o Teu perdão Senhor nosso.” (2:285)

 

Como as condições históricas requeriam que as mensagens de todos os Profetas anteriores se limitassem a certas nações e em períodos determinados, enfatizou-se em certos princípios dessas mensagens. Além disso, Deus concedeu favores especiais a cada Profeta e a cada comunidade segundo os ditados da época. Por exemplo, Adão foi favorecido com o conhecimento dos Nomes, a chave que abre todas as ramificações do conhecimento; Noé foi dotado de firmeza e perseverança; Abraão teve a honra de estabelecer uma íntima amizade com Deus além de ser o pai de numerosos Profetas; deu-se a Moises a capacidade de administrar e foi exaltado ao ser o destinatário directo de Deus; e Jesus foi distinguido pela paciência, tolerância e compaixão. Todos os Profetas compartem algumas das louváveis qualidades mencionadas, mas cada um sobrepõe-se aos outros numa ou em várias daquelas qualidades, devido a sua missão.

Continua....

Salams

islamnet.eu

fonte em Brasileiro:

http://islamemlinha.com/jesus/missao_e_milagres.htm#Mois%C3%A9s,_Jesus_e_Muhammad__



10
Fev 08
Salams. Desde a criação do post sobre emprego no Dubai, não pararam de chegar e-mails a perguntar sobre mais sites com esses empregos que fossem aconselhados e que não fossem sites de burla ou algo desse género.

Antes tinhamos apresentado este , que continuamos a recomendar e a dizer que é o melhor e mais conhecido.

Encontrámos mais este, que necessita na maioria dos empregos 3 a 4 línguas faladas correntemente. Pode enviar os seus currículos para aqui.

Um outro, não menos interessante é o UAE Dubai Jobs, com novos empregos actualizados diariamente.

O Dubai Job Spot é também muito interessante com uma vasta categoria de empregos.

Porém existem sites que não achamos recomendáveis. Tenha cuidado com este género de sites.

O mais importante de tudo é primeiramente conhecer o Dubai. Portanto aproveite para passar lá férias e descubra se é uma cidade onde gostaria de viver.

A maioria dos empregos no Dubai está relacionada com a construção, mas esta é uma área onde se tem falado muito de exploração dos empregados e é uma área onde aconselharia cautela. todavia fica aqui mais este site

Salams
islamnet.eu

Salams.

Acho que este é um artigo interessante sobre a nova bandeira do Iraque. Ora vejam:

http://uruknet.info/?p=m40949&s1=h1

09
Fev 08
Salams. Tal como fiz para os nasheeds islâmicos, faço para o nosso famoso Dossier Dubai, talvez o maior e mais completo em português, e que estará sempre por acabar.

MULHER DEPUTADA nos Emirados Arábes

Bin Laden põe fim a especulações sobre sua morte

Google Earth

Visita à Índia - Protestos contra Honoris Causa de Cavaco Silva

Burj Al Arab ( Fotos, parte 1 )

Burj-Al-Arab ( fotos, parte II )

Burj Al Arab

Burj Al Arab - Mais fotos em...

Google - google Sketchup 3D - Dubai

Dubai: Burj Al Arab - Visita Virtual

Dossier Dubai - Um conjunto de Artigos e Fotografias

Dossier Dubai : ipad, o edifício ipod

Jumeirah Emirates Towers

Burj Dubai- Edifício mais alto do Mundo - Parte 1

Burj Dubai- Edifício mais alto do Mundo - Parte 2

Burj Dubai- Edifício mais alto do Mundo - Parte 3

Agência de viagens

DUBAI - Brilho e Glamour

Procurar Emprego

NewsLetter - Burj Dubai

Construção de Casas no Dubai

Benfica vence torneio do Dubai

Onde Dormir???

Dossier DUBAI

Acho que conseguimos pôr a maioria dos artigos, se não encontrar aquilo que pretende experimente pesquisar e acho que facilmente encontrará.

Salams.

Depois de me pedirem por e-mail para reunir todos os álbuns com canções e nasheeds islâmicos, crio este post.

Sami Yusuf - Asma Allah

Shahid Falahi - Musafir

Aashiq-al-Rasul - Majesty

Zain Bhikha - "Faith" - "Fé"

Yusuf Islam - "In Praise of the Last Prophet"

Noor - All For You- Tudo para Ti

Zain Bhikha - "Allah Knows" - Allah Sabe


Se não conseguir reproduzir algum dos álbuns experimente trocar entre o Firefox e o Internet Explorer.

Salams

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14
15

17
18
20
21
22

25
26
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO