25
Jun 08

Venho escrever esta notícia tarde, mas não podia deixar de destacar. A nossa Comunidade Islâmica em Lisboa faz 40 anos, é quase meio século. Creio que muitos já conseguiram perceber que o Islão nada mais trouxe do que paz para Portugal, que o Islão é tolerante e não só, tenta compreender o que move o mundo e tenta explicar a sua posição sempre pacífica face aos vários acontecimentos.

 

 

A Comunidade Islâmica evoluiu, a Mesquita Central de Lisboa continua a crescer (as obras...sempre continuam), e é frequentada por cada vez mais pessoas. Não só para rezar as orações, mas também para a sua formação islâmica, em termos de língua árabe e História de Islão.

 

Estamos à quarenta anos em Portugal, 40!, Significam que conseguimos alcançar o objectivo de integração e de mostrar que ela é possível. Mas como o Presidente da República, Cavaco Silva afirmou, o caminho a percorrer é ainda longo.

 

 

 

Cavaco Silva esteve presente às comemorações da Comunidade Islâmica de dia 22 de Junho, sublinhando que "Há ainda muito a fazer", , "para promover o conhecimento mútuo", como "um exemplo de convivência entre fiéis de várias religiões".

 

E é isso que a CIL tem feito, promover encontros entre as várias religiões, como temos observado recentemente. Também a visita do Dalai Lama foi importante, pois este nunca tinha ainda entrado dentro de uma mesquita, logo esse "conhecimento mútuo" é cada vez mais importante.

 

 

Cavaco Silva classificou a Mesquita de Lisboa como "uma morada de paz", referindo que também ele se sentia em paz.  Também Abdool Karim Vakil, presidente da CIL relembrou as palavras de Durão Barroso: "O Islão faz parte da Europa".

 

Na qualidade de membro honorário da comunidade islâmica de Lisboa, Aníbal Cavaco Silva terminou a sua intervenção citando o Alcorão: "Ó homens! Por certo (...) vos fizemos como nações e tribos, para que vos conheçais uns aos outros".

 

Nesta Comemoração, Cavaco Silva e sua mulher foram recebidos com colares de flores, onde também estiveram presentes membros de outras comunidades religiosas, judaica, da igreja Católica e também Ortodoxa. A cerimónia contou igualmente com a presença do ministro da Justiça, Alberto Costa, e do presidente da Câmara de Lisboa, António Costa.

 

A visita terminou com um Cântico Guineense, agradecendo a vinda do Presidente.

 

 

 


Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Free chat widget @ ShoutMix
pesquisar
 
blogs SAPO