21
Mai 08

Salams.

 

Hoje de manhã, tive uma aula normal de uma disciplina, em que faláva-mos de um livro e onde num dado momento aparece uma referência a São João Baptista (não quero entrar em erro, não sei se é esse o nome em questão) indirectamente, isto pois haviam alguns aspectos da cultura cristã que foram referenciados no livro, mas o nome da Pessoa foi posteriormente posto em questão por parte da professora. Partiu do princípio que todos eramos cristãos e resolvem coloca-la.

 

Ninguém respondeu, 30 alunos eram cristãos, 1 era ateu e eu que era o muçulmano. Logo, começou com um discurso em que concluía que éramos uns incultos, mal educados, etc. já que afirmava que a cultura cristã deveria ser transmitida de geração em geração.

 

Eu não tenho nada contra, mas reparei que a própria professora acabou por tentar dizer que quem não sabe nada sobre Cristianismo não está integrado na cultura portuguesa, olhando para mim intensamente . O f é, eu sei o que é o cristianismo, o catolicismo, eu sei o que são as bases daquela religião, sei o essencial, e sei tudo o que não me faz mudar de religião, e que não me faz mudar para essa religião. Mas para estar integrad tenho que saber  que foi São João Baptista?

 

Mas é claro que não. Eu sinto-me muito bem integrado na sociedade portuguesa, sinto-me como se Portugal fosse o meu país, e é! Mas terei que saber esse tipo de pormenores que nem os próprios cristãos, católicos o sabem? Será que eu é que sou um dos culpados por eles não saberem? Fui eu que os desvirtuei e lhes disse que se deve ser cristão unicamente pelo nome?

 

Não me parece...

 

Salams


CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
16
17

19
20
22
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO