12
Mar 08
Salams.

Ontem tínhamos falado num chá turco, muito suave e relaxante. Hoje, continuando com o tema dos chás provenientes do Oriente, trazemos o chá indiano, o chá que bebo regularmente sempre que acordo ou antes de eu dormir. Aliás, eu não percebo o porquê do nome ser "indiano", se todos os muçulmanos o bebem, isso posso-vos garantir, pelo menos em Portugal. Na comunidade islâmica portuguesa todos nós assim o fazê-nos, é mesmo um chá típico. Melhor dizendo, é mais uma mistura de leite com água. Mas vamos ver melhor a receita.

Para 3 xícaras de chá, a receita será assim:

- 2 xícaras de leite
- metade ou 1 xícara de água, dependendo da forma que quiser, mais ou menos aguado.
- 2 colheres de chá preto, recomenda-se o uso de chá "Pegy" ou "Taj Mahal", marca que deve estar à venda numa loja de produtos asiáticos, experimente, se estiver em Portugal na Rua do Cimo em Lisboa, no Centro Comercial Horizonte, se estiver em Odivelas e noutras lojas.

Esta é a base do chá, teoricamente.

Depois, existem aditivos:

- 1 pedaço pequeno de gengibre
- um ou dois cravos
- um ou dois paus de canela

Depois resta-lhe adicionar açúcar como preferir, mas sem exageros.

Modo de preparação:

Colocar todos os ingredientes mencionados numa panela. Deve aquecer tudo durante 10 a 15 minutos se for no fogo baixo, mas se estiver a aquecer no fogo alto deve estar perto do fogão pois o chá pode sair e cair pela borda, e nesse caso, deve mexer o leite ou diminuir o fogo.

Modo de servir:

Se o chá que foi usado não for em pacotes, deve sempre coar e depois servir quente.

Não se deve "guardar" o chá, ou aquecer no micro-ondas pois perderá automaticamente o seu sabor e qualidade.




Salams





Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21

24
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Free chat widget @ ShoutMix
pesquisar
 
blogs SAPO